"Sentindo-se conectado": a prática da natureza, da nação e da classe através da trilha litorânea

Translated title of the contribution: "Feeling connected": practising nature, nation and class through coastal walking

Leila Dawney

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract


O artigo discute algumas práticas corporificadas empreendidas por um número crescente de pessoas nas Ilhas Britânicas que articulam um desejo por reconexão com a paisagem e o mundo naturais. Argumenta que sentimentos de conectividade a um lugar emergem através destas práticas, que, em conjunção com textos e outras formas discursivas, constituem uma "paisagem conectiva imaginária". Um enfoque sobre práticas como produtoras de paisagens imaginárias particulares enseja uma consideração sobre como esses imaginários atuam sobre corpos e adquirem forma material, produzindo certos tipos de envolvimento e obstruindo outros, formando conexões e disjunções entre corpos e oferecendo experiências sentidas de diversas maneiras por diferentes sujeitos. Paisagens imaginárias são então reconfiguradas em termos de relações materiais e afetivas entre corpos e lugares, referindo-se à maneira como a ideia de um lugar é produzida por meio de uma combinação de textos, práticas, memórias e ideias recebidas. Essas ideias são processadas pelo corpo, através do que eu chamo a "imaginação corporificada"
Translated title of the contribution"Feeling connected": practising nature, nation and class through coastal walking
Original languageSpanish
Pages (from-to)182-200
Number of pages18
JournalAurora: Revista de Arte, Mídia e Política
Volume11
Issue number31
Publication statusPublished - 28 Jun 2018

Keywords

  • nature
  • walking
  • embodiment
  • imagination

Cite this